17.9.12


Respira. As pernas ficam moles e os braços perdem-se. Perdem-se do tempo e da vontade, acabam a fugir de ti. Não controlas os pensamentos, que te embalam ao som de uma melodia calma, mas ao mesmo tempo nervosa, agitada. Agitado está o teu coração que pensa demais e acaba no chão, porque ele quer mais do que pode ter e acredita demais no que não deve. Sente-se bem no escuro. Tal como tu. És feita de cabelos variados, umas vezes escuros e longos, outras claros e levados ao vento. Mas gostas. Talvez ele goste também. Só que as palavras são-lhe travadas pelo seu ar orgulhoso e de mão na cabeça, de pensar demais. E tu ficas-te. Calas o amor que sentes, em vozes de harmonia. Para manteres um clima ameno. A música repete-se vezes sem conta e tu vais adoçando as palavras que calaste por medo. Medo de perder. Medo de respirares fundo demais e não seres capaz de acalmar alguém que não sabe ter braços para te abraçar. Mas que é um alguém a quem te habituaste, ou a quem te queres habituar. Respira.

11 commentaires:

may rose a dit…

eu sei que sim. nunca ponderei não te ter. amo-te

emma a dit…

Adoro!

cláudia a dit…

que saudades que tinha de vir aqui.
tenho andado perdida na escrita, tenho escrito simplesmente para libertar o meu vazio, e deixei de vir a outros blogs, e ao teu também. mas estou de volta, e gosto de ver que cada vez tens mais brilho em cada palavra que expressas minha querida*

emma a dit…

oh, muito obrigada <3

Ana Rita a dit…

o teu texto está mesmo profundo! Adorei doce *

cláudia a dit…

as tuas palavras aqueceram-me a alma. é isso mesmo que sinto, é que num dia sou a pessoa mais forte do mundo, no outro parece que o mundo não tem chão para mim. só gostava que o passado deixasse de me interromper o hoje com lágrimas e apertos no coração. eu sabia ser feliz sozinha. mas ele depois tornou-se tudo para mim, e a minha felicidade dependia dele. obrigada mesmo meu docinho, também te seguirei sempre sempre, gosto muito de ti e do teu cantinho, tu sabes*

Emmeline a dit…

Oh que princesa que foste. merci

cláudiagomes. a dit…

Respira e se a respiração falhar não tenhas medo, princesa.

s. a dit…

fantástico! sempre que venho ao blog leio o que escreves. adoro!

cláudia a dit…

oh querida.. :') és a pessoa que me dá as palavras mais doces, e que me dá força para erguer a alma. obrigada do fundo do coração minha abbie, obrigada por me 'protegeres' de certa forma. e por estares aqui. <3

sophia a dit…

a tua escrita deixa-me sem palavras, adoro mesmo