7.9.12


Antes de sair para mais um dia cheio de qualquer coisa e ao mesmo tempo sem coisa nenhuma, não resisti em deixar-te num guardanapo de papel o calor que me transmites quando me abraças. Porque eu sou feita de águas mornas em que um gesto acaba por me fazer ganhar o dia. Gosto de ficar pelo meio-termo, pela água morna do banho da manhã e pelos teus cabelos ao vento. Somos uma mão cheia, fechada. Só eu e tu. Onde eu sei que estou segura. Que os muros não se partem, que os pássaros cantam e onde seremos sempre irmãs. Mas temos de acreditar. Tanto que eu gosto de te repetir vezes sem contas esta palavra, "acredita". Porque tu és frágil como uma boneca, misturas sentimentos, mas não me queres ver longe. O nosso amor canta para nós. Quero ouvi-lo todos os dias, mesmo que não te veja a ti. Porque um dia vou saber de cor esta canção. 

Para ti, doçe May

3 commentaires:

s. a dit…

está absolutamente fantástico! :')

emma a dit…

E que bela que a vossa amizade é :)

may rose a dit…

eu juro que te adoro do fundo do meu coração.. és tão pequenina como eu, somos tão feitas do mesmo amor <3 quero estar contigo a teu lado, custe o que custar. não vejo outra hora mas doce como aquela em que falamos sobre como é que o sol brilha na janela de cada uma :3